As 5 ferramentas de gestão de projetos mais utilizadas em startups

Na hora de escolher uma ferramenta para a sua startup você deve avaliar a eficácia dela no mercado e o número de recursos oferecidos afim de suprir as necessidades do seu negócio.

Quando estamos começando uma startup, a disponibilidade de recursos financeiros é bastante restrita, porém a necessidade de ferramentas digitais é gigante. Afinal de contas, é nos primeiros momentos de vida da startup que precisamos implementar as ferramentas essenciais para manter o negócio funcionando como deve ser e evitar problemas futuros.

Inicialmente um caderninho ou uma planilha pode até suprir as primeiras necessidades. Mas, é claro que, a medida que a startup vai crescendo, alguns processos começam a fazer falta. Não dá pra ficar fazendo controle financeiro numa planilha do Excel ou gerenciando as tarefas da equipe por troca de e-mails.

Por isso, resolvi centralizar nesta matéria algumas opções de ferramentas que são bem utilizadas nas principais startups com a finalidade de ajudar na produtividade do seu negócio de modo geral.

EVERNOTE

Já falei várias vezes sobre o Evernote aqui no blog. A ferramenta pode ser utilizada para gerenciar projetos inteiros por meio de pilhas e cadernos. Tudo que você acrescentar no Evernote pode ser pesquisado – essa é só uma das inúmeras funções que a ferramenta oferece.

Para empresas a partir de 3 colaboradores, recomendo o plano Evernote Business.

Se precisar de uma consultoria de Evernote, entre em contato comigo.

AZENDOO

Eu utilizo está ferramenta aqui no Jefpower. O Azendoo é um gerenciador de projetos e tarefas bem complexo e fácil de manusear com versões para web, desktop e Android/iOS. Além de uma visualização do projeto e seu status, também serve para garantir a produtividade de todos do time.

O Azendoo conta com opção de fazer integração com muitas ferramentas, como por exemplo: Evernote, Dropbox, Google Drive, Zapier, entre outras. No quesito gerenciamento de tarefas, é possível acompanhar as tarefas designadas para outros membros, comentar em cada uma delas, fazer upload de arquivos e outras opções.

Uma outra vantagem da ferramenta é a possibilidade de comunicação entre os membros da equipe – mensagem diretas, enquetes ou interações em forma de feed de notícias. Para um trabalho ainda mais divertido e agradável, o Azendoo permite o uso de GIFs, emojis e personalização de links.

Gostaria de uma demonstração desta ferramenta? Solicite gratuitamente aqui. 

ASANA

A ferramenta possui um visual clean possibilitando melhor foco. É possível adicionar vários detalhes em cada tarefa – comentários, arquivos, prazo e responsável. Em cada tarefa – separada por projeto – você visualiza um calendário completo com todas as tarefas entregues ou pendentes.

Quando o assunto é comunicação entre membros, o Asana possibilita adicionar comentários nas tarefas. O gestor também pode delegar o responsável da tarefas facilitando a troca de e-mails. Algumas pessoas utiliza o Asana para gerenciar projetos pessoais também.

Para equipe com menos de 5 integrantes o Asana é gratuito. Acima de 5 os preços variam e são cobrados por usuários.

TRELLO

Eu particularmente não gosto de gerenciar projetos e tarefas em formato kanban, mas gosto muito do Trello e de como ele agrega valor e praticidade no gerenciamento deste processo. Se você gosta de visual macro, o Trello é ideal para o seu negócio.

No Trelllo você cria boards dentro de cada projeto e em cada um é preenchido por cards – etapas e tarefas. Dentro dos cards você consegue fazer comentários, upload de arquivos, marcar pessoas, organizar por tags e outras funções.

A ferramenta é bem agradável e conta com aplicativos para diferentes dispositivos. Chega até a ser divertido de usar.

Para quem desejar fazer integrações tem que contratar o plano Premium.

HAVERST

O Harvest é ideal para quem busca um gerenciador de projetos com foco em rastreamento de tempo. Além de ser uma ferramenta bem centrada em equipes.

Os relatórios desta ferramenta são interessantes por informar o tempo dedicado em cada projeto por cada membro.

É possível configurar o faturamento de cada projeto – ele inclusive envia uma notificação por e-mail caso algum valor tenha ultrapassado. Essa questão de horas trabalhadas tem sido exigidas pelos gestores.

Além deste foco no gerenciamento de tempo, o Harvest também possui uma função de gerenciamento de tarefas interessante. Só não recomendo escolher está ferramenta caso a gestão de tempo não seja interessante para o seu negócio, pois a funcionalidade pode atrapalhar o seu processo de trabalho.

O que achou dessas ferramentas? Qual chamou mais atenção? Já utiliza alguma na sua startup? Deixe o seu comentário.

Deixe seu comentário

Por favor, informe seu nome.
Faltou inserir seu comentário.
Facebook
Linkedin
Twitter
Google+