23
set2017

Aprenda a estruturar o seu funil de vendas

Toda a equipe de vendas precisa aperfeiçoar os seus conhecimentos e processos afim de superar os problemas e ultrapassar os concorrentes. Se você acompanha as novas tendências do mercado, provavelmente já ouviu falar sobre “Funil de Vendas” ou leu artigos sobre o assunto.

Hoje eu vou abordar este tema de uma forma diferente para auxiliar você no processo de vendas. Percebo que, apesar do assunto estar bem definido na mente de muitos gestores e vendedores, na prática ainda existe uma dificuldade em entender e criar as próprias etapas de acordo com o processo de vendas interno do negócio.

Vou começar reforçando apenas alguns pontos principais do conceito para contextualizar e refrescar a memória. Vamos lá?!

O que é funil de vendas?

De forma simples, o Funil de Vendas (ou em inglês pipeline) é uma metodologia que estrutura e classifica as etapas de vendas as quais um cliente percorre quando chega em uma determinada empresa. Estruturar essas etapas não é uma missão tão simples quanto parece e é preciso estudar sua equipe e o processo de vendas que é aplicado.

Estruturando o funil de vendas

Você agora já sabe o que significa “Funil de Vendas”. Agora partimos para a prática, que é o objetivo da postagem de hoje.

Como havia dito, o primeiro passo é compreender e definir o processo de vendas do seu negócio. Sem ele, a sua equipe não saberá qual caminho seguir e como lidar com os clientes.

Uma ação importante é estruturar este processo com a ajuda dos vendedores, pois eles estão trabalhando diariamente com detalhes e são mais propícios a saber as principais necessidades.

Analise o tempo que um contato costuma demorar desde que visita a empresa até receber a proposta e finalizar a compra. Também é relevante saber a jornada desse cliente, quais são os momento que fazem parte desse caminho que ele percorre.

As etapas de um funil de vendas

O funil de vendas trouxe a possibilidade de criar um atendimento personalizado para o cliente em cada etapa.

De modo geral, essas são as etapas de um funil:

Topo: É quando o visitante vai perceber que tem uma necessidade. Nesse momento, ele ainda não sabe que a sua empresa tem a solução. É aqui que você vai entender a dor do cliente e falar de forma mais generalizada sobre isso.

Meio: A partir daqui, ele deixa de ser um visitante e se converte em um lead, mediante os materiais que a equipe de marketing promove. Nessa etapa o relacionamento com a sua empresa fica mais confiável, pois ele começa a enviar informações para você.

Fundo: Nessa etapa o lead já conhece o problema e sabe que você é uma possível solução. Já é possível fazer contatos diretos, com ofertas de contratação, ligações e envio de propostas.

Dentro das etapas Topo, Meio e Fundo de funil existem as fases. Essas fases são determinadas de acordo com o processo de vendas do seu negócio, por isso, não é possível eu falar em uma estrutura fechada, pois cada empresa tem suas particularidades.

Aqui no Jefpower, eu utilizo quatro modelos de funil de vendas (pipeline) para gerenciar as prestações de serviços dos meus clientes e parceiros. Se quiser, eu posso apresentar para você, só entrar em contato.

Traçando metas

O funil de vendas possibilita um controle maior sobre as metas da sua equipe de vendas e torna mais fácil visualizar o que está sendo alcançado ou rejeitado. Esse é um dos privilégios em trabalhar com uma estrutura do funil de vendas, pois com esses insights você consegue entender melhor o seu time e consequentemente atingir os objetivos.

E digo mais, toda a empresa se beneficia quando aplica uma boa estrutura de vendas, principalmente a equipe de Marketing. Sabendo as etapas com maior déficit, é possível desenvolver estratégias para melhorar a conversão e levar o contato até o objetivo final que é: vender.

Nutrição de contatos

Você já se perguntou como fazer com que um contato percorra as etapas do funil de vendas do seu negócio? A resposta para essa pergunta é a nutrição de contatos.

Nutrir um contato é educá-lo não só sobre seu produto ou serviço, mas também sobre o mercado em que ele atua, e curiosidades em geral. Ou seja, tudo que for relevante.

Para um trabalho de nutrição perfeito, é necessário alinhar o processo de vendas com a equipe de vendas e marketing juntas.

Eu tenho algumas soluções de ferramentas para Inbound Marketing, CRM e Email Marketing que oferecem a possibilidade de trabalhar com um Funil de Vendas personalizado e atualizado a cada passo do seu cliente, deixando seus números sempre em dia para que as análises sejam feitas da forma correta. Fala comigo se tiver interesse!

Se você ainda tem alguma dúvida de como trabalhar com o Funil de Vendas deixe aqui nos comentários.

 

01
set2017

Evernote para quem faz treinamentos particulares

Os treinamentos particulares está em crescente expansão no país. Em meio ao alto índice de desemprego, pessoas de diversas áreas tem encontrado nos próprios conhecimentos a habilidade de compartilhar informações com outros e ganhar por isso.

Desde reforço escolar até o aprendizado de alguma técnica, os treinamentos sempre são necessários para o aprimoramento pessoal e profissional. Se você realiza algum treinamento particular ou estar buscando prestar este serviço para ganhar uma renda extra, você vai gostar de como o Evernote pode ajudar nesta tarefa.

Nossa memória acaba tendo problemas para reter um grande volume de informações, por conta disso, nem sempre podemos confiar nela. Essa é uma das vantagens que o Evernote oferece, a ferramenta está disponível em diversas plataformas possibilitando o acesso sempre que necessário.

Nesta matéria, estarei apresentando a forma como eu gerencio os treinamentos particulares que realizo. Vamos lá?!

É necessário que você compreenda bem a estrutura-base do Evernote:

  • Pilhas – agrupam cadernos que podem ser categorizados por um tema.
  • Cadernos – serve para organizar as notas por tipo de assunto.
  • Notas – nela você pode salvar qualquer tipo de informação e inserir diferentes formatos de conteúdo como: fotos, documentos, áudio e vídeo.
  • Etiquetas – servem para classificação das notas.

Organizando os treinamentos particulares no Evernote

Primeiro passo: Crie um caderno com o título “Treinos Particulares” ou como preferir.

Segundo passo: Crie uma nota com as informações da pessoa pelo qual você fará o treinamento. Na mesma nota, insira a programação com os tópicos e informações referentes ao treinamento. Você também pode adicionar apresentações, planilhas ou uma foto relacionada a pessoa, por exemplo: O comprovante de pagamento realizado pela pessoa.

Terceiro passo: Adicione uma etiqueta correspondendo a situação atual da pessoa. Exemplo: Pendente, Concluído, Inativo e Em treinamento. Dica: Personalize cada etiqueta com uma cor, dessa forma você vai poder compreender o status de forma visual e atrativa.

Quarto passo: Você pode ter um caderno com modelos-padrão de conteúdos de acordo com as fases do treinamento. Neste caso, sugiro criar uma pilha para centralizar os materiais e informações.

Quinta passo: No caso de você optar pelo recurso anterior, é possível personalizar uma mensagem e enviar por e-mail da pessoa diretamente do Evernote.

Versão do Evernote no Windows

Mantenha as notas sempre atualizadas. Você pode utilizar o recurso de “Lembrete” do Evernote para receber uma notificação na data e horário do treinamento.

Este é o formato que utilizo para gerenciar os treinamentos particulares. Lembrando que eu uso a versão Evernote Business, mas você pode explorar este formato em qualquer versão da ferramenta.

Como bônus desta dica, eu vou disponibilizar este modelo de nota para você. Basta clicar aqui e fazer uma cópia para a sua conta do Evernote.

Espero que tenha ajudado! Se precisar de mais ajuda pode me procurar.
Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais e ajude outras pessoas com essa ideia.

15
ago2017

Gerencie o financeiro da sua empresa com o ContaAzul

A vida de um empreendedor não é nada fácil, eu bem sei disso. Principalmente se você estiver no estágio inicial do negócio, quando é mais comum se ocupar com as inúmeras tarefas que são necessárias para o funcionamento e crescimento da empresa. Dentre essas tarefas, está uma que é importantíssima: a gestão financeira.

Gerenciar o financeiro da sua empresa é fundamental para garantir melhores resultados do seu negócio, afinal, organizar e estar em dia com as contas a pagar é uma atividade mais do que obrigatória.

Basta observar os casos de falências que surgem no mercado, se procurar nos balanços e relatórios dessas empresas encontraremos pagamentos atrasados que acumularam multas e juros impactando na saúde financeira do negócio.

Porém, esses acontecimentos não são exclusividades de empresas já estabelecidas. Novos empreendedores também encontram muitas dificuldades no momento de gerenciar estas questões.

Pensando nisso, resolvi produzir uma postagem para falar de uma ferramenta que utilizo bastante no meu negócio (Jefpower) e que também indico para os meus clientes e amigos empreendedores: o ContaAzul.

O ContaAzul é uma ferramenta de gestão para freelancers, empresários individuais, micro e pequenas empresas que inclui funções como controle financeiro, de vendas e de estoque.

A ferramenta possui recursos que permitem fazer o controle do seu produto ou serviço, realizar backups das informações, emissão de boletos e notas fiscais eletrônicas e analisar todos os itens relacionados com o estoque. Também fornece relatórios de fluxo de caixa diário, de vendas, de estoque, da DRE, entre outros. Além de muitos outros recursos, o ContaAzul é 100% na nuvem permitindo acesso de qualquer lugar e registro de vendas diretamente do smartphone.

Com sede situada em Joinville – Santa Catarina, o ContaAzul tem conquistado milhares de clientes em todo o país. O motivo de tanto sucesso? Eles trabalham com planos que cabem no seu bolso e contem com atendimento e suporte UAU.

Eu sou Consultor Parceiro do ContaAzul aqui no Brasil e, se você desejar, posso fazer uma demonstração da ferramenta gratuitamente, além de emitir um código de desconto. Se interessou? Manda uma mensagem pra mim, clique aqui!

23
jul2017

5 passos para gerenciar oportunidades de trabalho no Evernote

A busca por uma oportunidade de trabalho no atual cenário brasileiro virou um desafio. De acordo com uma pesquisa divulgada pelo IBGE em maio deste ano, 14,048 milhões de pessoas procuraram emprego entre fevereiro e abril de 2017. No mesmo período do ano anterior, eram 11,411 milhões.

O Evernote pode ajudar você na organização de oportunidades de emprego, através da ferramenta você poderá colecionar anúncios de emprego, criar o seu currículo e/ou portfólio, salvar cartas de recomendação, registrar contatos, entre outras possibilidades. Como Consultor Certificado do Evernote aqui no Brasil (ECC), estarei apresentando 5 passos para gerenciar oportunidades de trabalho no Evernote. Vamos lá?!

CRIANDO UM PORTFÓLIO NO EVERNOTE

O portfólio é uma excelente forma de promover a carreira. Para profissionais de comunicação, por exemplo, ele funciona como uma vitrine dos trabalhos, apresentando as habilidades, qualificações e as experiências. O portfólio expõe sua personalidade de forma que o recrutador possa compreender melhor o seu perfil.

Passo 1 – Crie um caderno no Evernote

O primeiro passo é construir um espaço de trabalho dedicado ao seu material de trabalho.

No Evernote, crie um caderno dedicado à sua área. Nele você pode estruturar os seus materiais com as informações relevantes para apresentador de forma clara o seu trabalho.

Passo 2 – Crie notas organizadas por seções

É nas notas que você vai inserir e organizar os conteúdos do seu trabalho. Pense nas informações que são solicitadas nas seleções para não deixar faltar nada:

* Título compreensível – uma dica é adicionar “@” antes do título na sua nota para mantê-la no topo da visualização de notas facilitando o acesso.
* Currículo atualizado
* Carta de apresentação ou recomendação
* Foto (se necessário)
* Amostras de trabalhos realizados por você
* Links para materiais externos

Independente da variedade de formatos (documentos do Word, PDF’s, imagens ou até mesmo arquivos multimídia), o Evernote possibilita manter tudo até numa única nota.

Passo 3 – Conteúdos atualizados

É de grande importância que as informações contidas no caderno profissional estejam atualizadas, mesmo que você já esteja trabalhando. A cada trimestre eu atualizo o meu portfólio no Evernote, como costumo compartilhar os links de forma pública, os recrutadores verão sempre os conteúdos atualizados.

Caso você tenha diferentes habilidades profissionais, recomendo a separação dos conteúdos em notas distintas. No meu caso, eu sou separo as notas do Evernote de acordo com áreas que tenho experiências e expertise.

Passo 4 – Salvando oportunidades através do Evernote Web Clipper

A internet é um excelente mecanismo de busca por oportunidades de emprego, provavelmente você utilize até o Linkedin. Use o Evernote Web Clipper para salvar as oportunidades que lhe interessam. Você pode fazer recortes de artigos ou dicas de blogs sobre carreira.

O Web Clipper é uma excelente extensão que vai ajudar você na busca por anúncios de trabalho. Depois de baixá-lo em seu navegador, basta clicar no botão Web Clipper (elefante) para salvar a página (ou partes da página) na sua conta do Evernote.

Lembrando que você personalizar o recorte da informação na própria extensão. Depois de definir o tamanho do seu recorte, adicione um título – você pode nomear a nota com o seguinte formato:

[Data da postagem da vaga DD/MM/AAAA] [NOME DA EMPRESA] [Título da vaga]

Quando você nomeia uma nota começando pela data, serão exibidas cronologicamente no Evernote e você poderá priorizar facilmente as vagas mais atuais.

Antes de clicar no botão “Salvar”, selecione o caderno que você reservou para armazenar suas informações profissionais. Você também tem a opção de adicionar etiquetas ou uma observação antes de salvar.

Passo 5 – Compartilhando portfólio no Evernote

Se você cumpriu os passos acima, economizou muito tempo e chegou o momento de compartilhar seu material profissional com o recrutador. No Evernote, você tem a opção de enviar um e-mail diretamente da ferramenta para a pessoa ou criar um link público da nota e colar no e-mail que você pretende enviar ao recrutador.

Você pode criar uma nota em formato de check-list com os dados dos contatos de cada empresa que você enviou o seu material. Você também pode definir lembretes para os compromissos de entrevistas.

Espero que essas dicas ajudem você no objetivo de encontrar uma oportunidade de emprego. Gostaria de acrescentar alguma consideração? Deixe seu comentário.

Caso ainda não seja usuário do Evernote, clique aqui e faça o seu cadastro gratuitamente ou selecionando um dos planos pagos.

Se precisar de alguma ajuda, basta entrar em contato comigo clicando aqui. Ah, compartilhe está matéria nas suas redes sociais.

11
jul2017

9 passos para realizar uma reunião online bem sucedida

Empresas em todo o mundo estão adotando ambientes de trabalho remoto. Por conta disso, as equipes precisam encontrar alternativas de manter boas relações de trabalho com os colegas e trabalharem de forma colaborativa, inclusive através de reuniões online.

Mesmo ocorrendo online, as reuniões necessitam de organização. Com a preparação de uma boa pauta, sua equipe poderá ter reuniões produtivas e colaborativas como se estivessem reunidos no mesmo espaço.

Resolvi preparar algumas dicas de como planejar, participar e acompanhar reuniões online para que a comunicação e tarefas sejam claras.

PREPARANDO A REUNIÃO

1 – CRIE UMA PAUTA

Uma etapa fundamental na preparação da reunião é a criação de uma pauta, ela ajudará todos os participantes da reunião a se manterem focados nas prioridades. Quando não há uma pauta, os envolvidos ficam mais propensos a perder a atenção na reunião – o que impacta totalmente na produtividade.

Ao elaborar uma pauta, certifique-se de:

  • Peça a opinião dos participantes da reunião
  • Observe sempre se uma decisão precisa ser feita
  • Se necessário, identifique quem liderará a discussão para cada item ou tópico da pauta
  • Deixe espaço na pauta para adições ou perguntas de última hora.

2 – USE MAPAS MENTAIS

Os mapas mentais podem ser uma ótima maneira de registrar as discussões da reunião oferecendo espaço para comentários ou ideias podendo conectar documentos ou links relevantes, itens de ação ou notas.

Os mapas mentais compartilhados também podem ser úteis se desejar que sua equipe ou participantes registrem as tarefas necessárias ou solicitações.

Qualquer um que trabalha remotamente pode passar por situações como essa. Seja um gato passando na frente da sua câmera ou um caminhão de lixo descendo na rua, as distrações acontecem. Você não pode evitar todos os acidentes, mas pode preparar bem o seu espaço de antemão para evitar alguns transtornos.

Antes da reunião, encontre um ambiente silencioso onde você possa limitar as distrações. Use fones de ouvido para minimizar os ruídos de fundo. Se estiver iniciando com uma nova ferramenta de conferência, faça um teste antes da reunião começar.

PARTICIPANDO DA REUNIÃO

4 – CUIDADO COM O RITMO

Mantenha a sua reunião em um ritmo não tão rápido e também não tão lento. Verifique se há pausas suficientes depois de fazer uma pergunta. Se você é um participante, traga atenção para si mesmo antes de dirigir ao grupo sinalizando com a mão ou dizendo “pergunta” ou “comentário” e aguarde alguns segundos antes de continuar.

5 – USE BEM AS PALAVRAS

Se você não está compartilhando sua tela e precisa descrever algo que os participantes remotos não conseguem visualizar, tente usar bem as palavras evitando termos regionais. Isso irá ajudá-lo a se comunicar de forma clara e eficaz.

6 – REGISTRE NOTAS

Uma boa tomada de notas é algo que todas as reuniões podem se beneficiar, e existem muitas maneiras de registrar notas úteis. Se você quiser tomar notas compartilhadas durante uma reunião presencialmente, você pode usar um quadro branco.

Para reuniões on-line, você pode ter um efeito semelhante com mapas mentais online que permitem que todos vejam e adicionem as anotações à medida que surgem novas ideias, em tempo real. É uma ótima maneira de manter todos envolvidos, criar mais clareza e receber contribuições de todos os membros da equipe envolvidos.

DEPOIS DA REUNIÃO

7 – RECAPITULE ANTES DE FINALIZAR A REUNIÃO

Quando a reunião está prestes a terminar, peça a todos que recapitulem os itens de ação de que são responsáveis. Esta é uma maneira de garantir que todos entenderam quem está lidando com o que e garantir a prestação de contas. Essa clareza extra é especialmente útil quando você não consegue ver expressões faciais ou linguagem corporal.

8 – CUIDADO COM O FIM DA REUNIÃO

Após finalizar a reunião, muitas das vezes ocorre de ter comentários sério sobre um determinado assunto e isso pode gerar uma reação constrangedora quando você ainda não se desconectou da sala. Como regra geral, espere até sair da sala para discutir qualquer coisa que tenha ocorrido.

9 – COMPARTILHE

Lembra das anotações que você registrou? Certifique-se de que todos os envolvidos tenham acesso a elas. Esta pode ser outra ótima maneira de criar uma compreensão compartilhada sobre o que foi decidido, quem é responsável por quais itens da ação e o que seguir no futuro.

Lembrando que se você estiver usando um mapa mental para registrar as notas da reunião, com o MindMeister você pode convidar os participantes para colaborarem através de um link compartilhado ou convite por e-mail, para que você possa editar, comentar e enviar comentários, tudo em tempo real. Se desejar uma demonstração da ferramenta, solicite aqui!

As regras das reuniões online não são diferentes das presenciais: comunique-se claramente para que você possa tomar decisões que movam o negócio para frente.

Quando sua reunião é remota, você só precisa fazer alguns ajustes para alcançar esse objetivo. Preparando-se adequadamente, participando plenamente e acompanhando, suas reuniões online podem ser tão bem sucedidas quanto uma reunião presencial.

Se você tiver algum comentário, perguntas ou dicas sobre reuniões remotas, seria ótimo ouvi-los nos comentários abaixo!

Este artigo foi publicado primeiro no blog FOCUS.

Facebook
Linkedin
Twitter
Google+