07
fev2017

10 maneiras de explorar os temas do Azendoo

O Azendoo permite que você organize seus projetos através dos “Temas”. A ferramenta acredita que você pode ter algumas demandas do seu trabalho que não é necessariamente um projeto específico e ainda assim necessitar gerenciá-la e organizá-la tanto quanto um projeto.

Em cada tema você pode encontrar:

  • Um feed de atividade
  • Listas de tarefas
  • Calendário
  • Painel de Analytics
  • Seus próprios documentos

Além disso, é possível que compartilhar mensagens e tarefas em outros temas simultaneamente. Esta opção oferece flexibilidade a equipe sobre o que querem compartilhar e com quem querem compartilhar.

Hoje vou apresentar 10 maneiras de explorar os temas do Azendoo na esperança de inspirar você a criar sua própria estrutura e começar a colaborar em todos os aspectos do seu negócio. Vamos lá?!

1 – ROADMAPS

Os roadmaps são essenciais para gerenciar as prioridades. A própria equipe do Azendoo utiliza três roadmaps diferentes: o roadmap de desenvolvimento de aplicativos, o roadmap móvel e um roadmap de marketing.

2 – BRAINSTORMING

Brainstorming geralmente é feito em equipe, mas também pode ser feito remotamente. Crie um tema para brainstorming e/ou caixa de sugestões.

Peça aos participantes para registrarem as ideias na forma de tarefas, isso vai tornar mais fácil de priorizar. Outra alternativa é registrar as ideias no feed de atividades para que todos possam dar o seu feedback de imediato.

3 – GROWTH HACKING

Você pode gerenciar os seus experimentos direito no Azendoo. Use as listas de tarefas para o log e um documento do Google Drive para cada experiência.

4 – EDUCAÇÃO

Se você é um estudante e deseja gerenciar suas atribuições e projetos no Azendoo, a melhor maneira é criar um tema por turma para gerenciar suas lições.

Você também pode convidar seus colegas e trabalhar juntos nos projetos de grupo, enquanto compartilha informações e notas facilmente.

5 – MARCAÇÕES PRIORITÁRIAS

Os temas podem servir como “tags”. Por exemplo, você pode desejar visualizar todas as tarefas urgentes. Para isso, basta criar um tema chamado “Urgente” e compartilhar suas tarefas sobre este assunto.

Desta forma, você verá quais tarefas são urgentes em suas listas de tarefas. Além disso, os temas com foco nas urgências podem ter suas próprias listas de tarefas, calendário e análises para gerenciar melhor suas prioridades.

6 – COMUNICADOS

Use um tema para focar nos comunicados da equipe para manter todos os membros cientes das novidades. Convide todos os membros da sua equipe e tenha discussões de grupo em torno das próximas ações e, você pode até votar!

7 – PLANEJAMENTO EDITORIAL

Se o seu negócio possui um blog, o planejamento editorial é fundamental. Embora, o mesmo conceito pode ser usado para qualquer tipo de planejamento ao usar o calendário.

Neste caso, cada tarefa representa um blogpost a ser publicado. Você pode definir uma data de vencimento para atuar como uma data de publicação para o artigo. Você pode adicionar todos os documentos necessários (artigo, imagens, pesquisa, etc). Também é possível perguntar a opinião dos seus colegas de equipe nos comentários sobre o conteúdo. Além disso, a descrição da tarefa é excelente para acompanhar o status do artigo: está escrito, editado, projetado ainda?

Eu utilizo esse formato para a produção do conteúdo dos blogs que gerencio. Mensalmente eu organizo os conteúdos para serem publicados nos respectivos dias tendo a visão do mês através do calendário no Azendoo.

8 -REUNIÕES

Um tema dedicado a reuniões pode ser bastante útil para manter um cronograma e enviar lembretes aos participantes. Aqui está uma boa maneira de prosseguir:

* Criar uma tarefa para cada reunião
* Adicione o local, o tópico e outras informações relevantes na descrição
* Adicionar os participantes como seguidores
* Lembrar todos da reunião postando um comentário quando chegar a hora
* Você também pode compartilhar notas de reunião na mesma tarefa quando a reunião terminar.

9 – GERENCIAR CLIENTES

Escolha um tema para cada um de seus clientes. Dessa maneira, você pode verificar o progresso de cada um e fornecer o máximo de valor para eles.

Você também pode convidá-los e compartilhar materiais com eles diretamente do Azendoo. Essa é uma ótima maneira de mostrar seu progresso, bem como obter feedback.

10 – RECRUTAMENTO

Você pode usar um tema para gerenciar o processo de recrutamento. Use separadores para criar as diferentes seções de seu processo de contratação, e as tarefas podem ser seus candidatos. Além disso, você pode adicionar os currículo no cartão de tarefas, juntamente com notas de entrevista e outras documentações.

Além disso, você também pode discutir com seus colegas sobre cada candidato nos comentários do cartão de tarefa.

Gostaria de se aprofundar nessa ferramenta e alavancar a produtividade do seu negócio por meio da gestão de projetos e tarefas? Solicite o orçamento do treinamento in-company ou da consultoria da produtividade, clique aqui!

07
nov2016

Recuperando o relacionamento com o cliente inativo

Chega uma fase na vida de uma empresa em que a comunicação tende a ficar saturada, restando apenas duas alternativas: prospectar novos clientes ou recuperar os antigos. Muitas pesquisas já comprovaram que recuperar clientes inativos é mais barato do que conquistar novos, inclusive este processo pode 5x mais, portanto aprenda com este artigo como recuperar o relacionamento com o seu cliente inativo e aumente as vendas do seu negócio.

DIFERENÇA ENTRE CLIENTES PERDIDOS E CLIENTES INATIVOS

É necessário que você classifique os seus clientes antes de realizar qualquer ação. Os clientes etiquetados como perdidos são aqueles que foram para a concorrência ou desistiram da sua proposta, cortando as relação com a sua empresa por algum motivo interno ou externo.

Os clientes inativos são aqueles que já compraram o seu produto ou aprovaram o seu serviço, mas não fazem mais isso por algum tempo. Porém, eles continuam abrindo os seus e-mails ou acessando a comunicação do seu negócio por outro canal esporadicamente de uma forma fria.

RECUPERANDO O RELACIONAMENTO

Quando você consegue mapear o histórico desse cliente inativo com o seu negócio é possível criar soluções personalizadas com uma comunicação mais específica. Por exemplo, vamos simular que você é dono de uma loja de roupas masculinas e um cliente comprou com você uma camisa social para um evento. Desde sua última compra passaram-se 90 dias e nenhum retorno mais dele na sua loja, o que fazer?

Envie conteúdos direcionados as tendências de looks para eventos e outras ocasiões especiais, em seguida envie dicas de peças de acordo com os gostos dele e também com base no histórico de compra. Acrescente um código promocional. Mas atenção, não comunique só os seus produtos forçando a venda, estabeleça um diálogo e reconquiste a confiança deste cliente, fazendo-o avançar pelo funil de vendas novamente.

DESPERTE A CURIOSIDADE

O cliente inativo é um lead frio, ou seja, que perdeu interesse pelo seu negócio e pode partir para a concorrência facilmente. Por isso, não seja insistente e procure despertar a curiosidade e senso de urgência em cada e-mail. Como?

  • Títulos eficientes
  • Teste A/B
  • Copywriting
  • Teaser de lançamentos
  • Entre outras alternativas

UTILIZE UMA FERRAMENTA DE CRM

É de extrema importância que o seu negócio utilize alguma ferramenta de CRM. Eu utilizo o Moskit para maximizar os resultados do meu negócio (Jefpower). O segredo para recuperar o relacionamento é usar todas as informações disponíveis para ativar a comunicação e restabelecer a confiança do cliente alcançando a venda final.

moskit-jefpower

Curtiu este artigo? Fico com alguma dúvida? Deixe nos comentários!

24
fev2016

Mapeie a jornada do cliente usando o MindMeister

Uma das tendências para este ano é a inovação no relacionamento com o cliente. São necessárias novas habilidades e ferramentas para auxiliar a atingir este objetivo. Da mesma forma como o canvas agrega visualmente na criação de novos modelos de negócio, existe uma nova técnica voltada nos usuários oriundos do design de serviços: o Mapa da Jornada do Cliente.

O Mapa da Jornada do Cliente é interessante para investigar, analisar e inovar na experiência do cliente com sua marca. Trata-se de um quadro com a perspectiva de uma pessoa que representa diferentes pontos de interação com a empresa, produto ou marca.

alemdeteste

O MindMeister é uma ferramenta para criação e gestão de mapas mentais. Ideal para aplicar a técnica do Mapa da Jornada do Cliente com uma estrutura lógica e categorizada. Eu mesmo possuo mapas mentais para aplicar essa técnica. Os mapas mentais facilitam a explicação de ideias para outras pessoas, favorecendo a produtividade e colaboração. Se você tiver interesse em utilizar a ferramenta, entre em contato comigo para receber um desconto de 25% em qualquer um dos planos. Também ofereço um curso online que você pode acessá-lo através deste link.

A seguir, coloco algumas dicas para você conseguir elaborar o seu Mapa da Jornada do Cliente utilizando o MindMeister ou qualquer outra ferramenta:

Desenhe a persona
Nessa etapa, você vai definir o seu cliente (sexo, idade, localização), mas também deve construir a história desse cliente. (O que ele está faz? Quais seus sonhos? Quais suas ambições? O que inspira ele?).

Crie a jornada
Aqui é o momento de listar todo o percurso que seu cliente faz para alcançar seu objetivo. Por exemplo: Quais as atitudes do seu cliente, desde o momento que ele procura o seu serviço ou produto, passando pela etapa em que ele se torna o seu “cliente efetivo”, até a fase final de utilização do seu serviço ou produto?

Pontos de contato
Liste todos os pontos de contato e canais utilizados por este cliente em cada ação. É interessante listar quem é o responsável no contato com o cliente em cada etapa, seja dentro ou fora da sua empresa.

Mapeie a emoção
Dê uma nota baseada na experiência dele em cada ação. Quanto melhor for a nota, melhor será a experiência, mas seja sincero. É importante desvincular-se da forma como você gostaria que esse cliente se sentisse. Ao final de uma experiência, esse cliente não se lembrará das informações tratadas, mas de como ele se sentiu. Por isso a importância desse mapeamento da emoção do cliente.

Para cada ação do cliente, dê uma nota de como ele se sentiu naquele momento. Quanto melhor a nota, melhor a experiência. Nesse momento, é importante desvincular de como você gostaria que ele se sentisse. Ao final de uma experiência, o cliente não se lembrará de dados ou fatos, mas de como ele se sentiu. Por isso a importância desse mapeamento da emoção do cliente.

Inove o serviço
Faça sessões de brainstorming para cada ação com notas baixas no mapa. Dessa forma, você vai compreender e inovar na qualidade do serviço ou produto para o seu cliente.

Elaborar este canvas irá auxiliar você no aprofundamento das necessidades, percepções e motivações dos seus clientes. A dinâmica da criação pode ser feita individualmente ou de uma forma colaborativa.

Lembre-se que você este modelo não é o certo, verdadeiro ou o melhor, você pode adaptar esse mapa de acordo com a sua necessidade ou o seu negócio. Você pode torná-lo mais simples, focando apenas nos pontos de contato com seu público. Uma outra opção é mapear a experiência completa: do momento em que o seu cliente tomou a decisão pelo seu produto/ serviço até a pós-venda. Independente de como você vai construir as etapas, utilize a técnica para encontrar oportunidades de inovação no relacionamento com seus clientes.

Precisando de mais dicas ou querendo trocar ideias sobre o assunto, mande um email para mim: contato@jefpower.com

Facebook
Linkedin
Twitter
Google+